Passear no Rio de Janeiro no mês de março tem muitas vantagens. O final do verão e o começo do outono significam o período de baixa temporada, o começo das aulas, quando a cidade não fica tão lotada e os preços são bem mais baixos.

A temperatura vai ficando mais agradável, mas ainda passa dos 30°C. Mesmo estando entre os meses mais chuvosos do ano, as chuvas costumam cair mais no fim da tarde, por isso, é possível aproveitar muitos pontos turísticos, incluindo as praias, que ficam mais limpas e cristalinas.

Então, para ter ótimas experiências, programe os passeios a céu aberto no período da manhã e se a chuva aparecer, saiba que a cidade tem muitos lugares fechados incríveis para conhecer como museus, catedrais, entre outros.

Continue lendo para saber algumas sugestões:

 

Voo Panorâmico de Helicóptero

Esse passeio tem tudo a ver com a cidade, sendo ideal em todos os meses do ano. Em março, prefira começar o dia sobrevoando diversos lugares, por no mínimo 30 minutos. Se preferir, pode voar por mais tempo, escolhendo entre 45 e 60 minutos.

E se o motivo da viagem for uma data especial, existe um passeio específico para esse momento. São 30 minutos ao lado da pessoa amada, com buquê de flores e Chandon Baby.

A aeronave sobrevoa os principais cartões-postais cariocas com segurança, conforto e bom atendimento realizado pela equipe Comandante Nobre, desde a recepção até as informações durante o voo.

A garantia de qualidade é percebida na avaliação feita por quem já teve a oportunidade de realizar o passeio. O mais importante, todos os pilotos são credenciados na ANAC e a manutenção das aeronaves está sempre em dia.

De lá de cima, se vê a gigante estátua do Cristo Redentor em 360°, as maravilhosas e mais famosas praias, as paisagens e cenários naturais, com toda a vegetação típica, os morros mais conhecidos, o maior estádio de futebol, o Maracanã e muito mais.

Com os passeios agendados e o menor fluxo de pessoas no mês, fica mais fácil programar o melhor dia e horário. O helicóptero sai do Aeroporto de Jacarepaguá e o funcionamento é das 7hs às 21hs.

Se estiver chovendo no dia programado para o passeio, por motivo de segurança, o voo pode ser reagendado. Depois de ver boa parte da cidade desse ângulo, fica até mais fácil decidir o próximo passeio.

 

Café da Manhã na Casa Cavé

Localizada no Centro do Rio de Janeiro, desde 1860, a Casa Cavé é a mais antiga opção para um café da manhã com história. São várias itens no cardápio, incluindo o Pastel de Nata e o Mil Folhas.

O que também chama atenção é a arquitetura, com lustres, vitrais e vidros franceses, luminárias brasileiras, pintura a guache projetada por Francisco Puig Domenech Colom, imigrante espanhol radicado no Brasil.

Mas não é só café da manhã que a confeitaria serve. Quem estiver próximo e quiser um lanche completo ou sentar para um bom papo e um café, será bem servido.

 

Visita Guiada Theatro Municipal

Um dos mais importantes teatros brasileiros, inaugurado em 1909, com obras de renomados artistas do país, como Eliseu Visconti, Henrique Bernardelli e Rodolfo Amoedo.

As visitas guiadas acontecem de terça a sexta e sábado e feriados, em horários programados. Com duração de 45 minutos e capacidade para 50 pessoas ou dois grupos de 25.

O tour começa pela Salão Assyrio, no subsolo do Theatro, local que abrigou os primeiros bailes de máscaras, no início do século XX. Construído em estilo renascentista, o cabaré, onde já se apresentou Pixinguinha, possui muita história.

 

Real Gabinete Português de Leitura

Também no centro da cidade, na Rua Luís de Camões, está uma das mais bonitas bibliotecas do mundo e a maior e mais valiosa de obras de autores portugueses fora de Portugal, com 350 mil volumes.

Fundada em 1837, por 43 imigrantes portugueses, com a intenção de promover a cultura entre a comunidade. A fachada foi feita por Germano José Salle, inspirada no Mosteiro dos Jerônimos de Lisboa. O interior com estantes de madeira, candelabro, claraboia, unem muita história brasileira.

Se aquela chuvinha fina aparecer, esse é um bom lugar para passar o tempo.

 

AquaRio – o maior aquário marinho da América Latina

Com 26 mil m2, 4,5 milhões de litros de água e 5 mil animais de 350 espécies de diferentes, o AquaRio é um dos melhores passeios para fazer no Rio, ainda mais em um período com menos movimentação e calor extremo, evitando longas filas.

São 28 tanques com peixes, raias e tubarões, é quase como mergulhar junto com eles. Além da diversão, há a informação sobre o respeito e preservação do ecossistema marinho.

 

Visite um museu

Destacar um museu específico do Rio de Janeiro é uma tarefa difícil. São tantos temas e estilos, contando a história do Brasil, como o Museus Histórico Nacional, ou incentivando para um futuro melhor, como o Museu do Amanhã.

Quem gosta de saber mais sobre aviões, exército, astronomia e ciências, as sugestões são o Museu Aeroespacial, Museu Histórico do Exército e o Museu de Astronomia e Ciências.

Os amantes de arte vão se deliciar no Museu de Arte do Rio e Museu de Arte Moderna e quem quer ainda mais, vale a pena visitar o Centro Cultural Banco do Brasil, com salas e espaços reservados para a cultura da cidade organizada em quase 20 mil metros quadrados.

 

Ainda tem muito mais

A lista de lugares para visitar é quase infinita. A alegria contagiante do povo carioca se estende por toda a cidade da hora que o sol nasce, até depois de anoitecer.

Se a chuva forte não cair, ainda dá para curtir a noite nos diversos bares e restaurantes espalhados ou assistir um show com artistas famosos, veja a programação atualizada nos sites especializados.

E se a chuva cair, não se preocupe, porque sempre se tem o que fazer no Rio de Janeiro.